As Meninas da Água (Las Mozas del Agua – mitologia Cantábria)

As Meninas da Água (Las Mozas del Agua – mitologia Cantábria) As Meninas da Água eram muito lindas e símpáticas. Emergiam das fontes, dos mananciais e dos rios, vestidas com capas feitas de fios de prata e ouro. Eram pequenas e levavam na testa uma estrela da cor das nuvens quando o sol se põe…Continuar lendo “As Meninas da Água (Las Mozas del Agua – mitologia Cantábria)”

Tyche / Tique

Tique, Tyche, Tike, ‘Sorte’, grego antigo, equivalente romano: Fortuna) era a divindade tutelar do presidente que governa a fortuna e o prosperidade de uma cidade, seu destino. Na mitologia grega clássica, ela é filha de Afrodite e Zeus ou em outras versões com Hermes. O historiador grego Políbio acreditava que, quando as causas de eventosContinuar lendo “Tyche / Tique”

Pensando sobre Zeus

Depois do reino de Urano e toda a sua criação, veio a Era de Ouro de Cronos (de quem ele, Zeus, descende) e em seguida o reino do espírito. Ele vem com o propósito de organizar o mundo exterior e interior; é dele que depende a regularidade das leis físicas, sociais e morais. Ele é,Continuar lendo “Pensando sobre Zeus”

Ambiguidade da Palavra (I)

Sobre el ambigüedad de la palabra / Sobre a ambiguidade (anfibologia) da palavra Dice Crisipo que toda palabra es ambigua por naturaleza, porque se puede tomar la palabra en dos sentidos o más. Pero Diodoro, de sobrenombre Crono, decía “Ninguna palabra es ambigua, ni nadie dice ni piensa nada ambiguo, ni debe parecer que seContinuar lendo “Ambiguidade da Palavra (I)”

Relâmpago (Simbologia) – atributo de Zeus/Júpiter

O relâmpago (simbolicamente) está associado com a quinta essência da iluminação, ele irrompe a escuridão, é o inesperado que atrai tanto destruição como criação, um tipo de fecundidade inexplicável; está associado ao elemento fogo (celeste). É tido por inúmeras tradições como a centelha de vida, o poder fertilizante. É rápido, inesperado, não se sabe deContinuar lendo “Relâmpago (Simbologia) – atributo de Zeus/Júpiter”

Zeus/Gregos – Júpiter/Romanos – Origens

Zeus é o supremo soberano do Olimpo, o senhor do mundo e o pai comum dos homens e dos Deuses. O Céu e a Terra estão submetidos ao seu cetro; e desde o mais tenro raminho de relva até a mais ágil águia, tudo depende de um aceno de sua cabeça. Reinando no Olimpo éContinuar lendo “Zeus/Gregos – Júpiter/Romanos – Origens”

Mães divinas e seus filhos espetaculares

Abaixo a lista dos 12 Deuses Olimpícos e suas mães (literalmente!) divinas: Zeus (“céu brilhante”, senhor soberano absoluto do Olimpo) – sua mãe é Réia (“fluxo, terra ampla e larga”). Hermes (deus da comunicação, comércio, psicopompo) – sua mãe é Maia (“mãezinha, mãe, parteira”; deusa que emana a energia de vida para fecundidade) e queContinuar lendo “Mães divinas e seus filhos espetaculares”

Consciência Mítica

“A consciência mítica, embora reprimida, não está morta. Afirma-se mesmo entre os filósofos e sua persistência secreta encoraja-lhes talvez os empreendimentos no que estes têm de melhor. Não se trata, por conseguinte, de uma simples arqueologia da razão. O interesse pelo passado constitui-se aqui na preocupação com o atual”. Georges Gusdorf

Nice – Niké, Nike, Nique

Quando Zeus, a divindade dominante do panteão grego, estava organizando a guerra contra os titãs, Estige e seus filhos Nice, Bia, Cratos e Zelo foram seus aliados. Aos deuses, guerreiros e heróis, Bia dava a força, Cratos o poder e Nice coroava a vitória. Porém qualquer um que fosse vencedor também deveria saber lidar comContinuar lendo “Nice – Niké, Nike, Nique”