Tyche / Tique

Tique, Tyche, Tike, ‘Sorte’, grego antigo, equivalente romano: Fortuna) era a divindade tutelar do presidente que governa a fortuna e o prosperidade de uma cidade, seu destino. Na mitologia grega clássica, ela é filha de Afrodite e Zeus ou em outras versões com Hermes. O historiador grego Políbio acreditava que, quando as causas de eventosContinuar lendo “Tyche / Tique”

Zeus/Gregos – Júpiter/Romanos – Origens

Zeus é o supremo soberano do Olimpo, o senhor do mundo e o pai comum dos homens e dos Deuses. O Céu e a Terra estão submetidos ao seu cetro; e desde o mais tenro raminho de relva até a mais ágil águia, tudo depende de um aceno de sua cabeça. Reinando no Olimpo éContinuar lendo “Zeus/Gregos – Júpiter/Romanos – Origens”

Mães divinas e seus filhos espetaculares

Abaixo a lista dos 12 Deuses Olimpícos e suas mães (literalmente!) divinas: Zeus (“céu brilhante”, senhor soberano absoluto do Olimpo) – sua mãe é Réia (“fluxo, terra ampla e larga”). Hermes (deus da comunicação, comércio, psicopompo) – sua mãe é Maia (“mãezinha, mãe, parteira”; deusa que emana a energia de vida para fecundidade) e queContinuar lendo “Mães divinas e seus filhos espetaculares”

Nice – Niké, Nike, Nique

Quando Zeus, a divindade dominante do panteão grego, estava organizando a guerra contra os titãs, Estige e seus filhos Nice, Bia, Cratos e Zelo foram seus aliados. Aos deuses, guerreiros e heróis, Bia dava a força, Cratos o poder e Nice coroava a vitória. Porém qualquer um que fosse vencedor também deveria saber lidar comContinuar lendo “Nice – Niké, Nike, Nique”

Boa Deusa / Bona Dea

Bona Dea, “Boa Deusa”, era o nome pelo qual era geralmente conhecida uma deusa associada à fertilidade, cura e proteção do estado e do povo de Roma, que leva consigo a cornucópia da abundância e a serpente como símbolo de cura. Ela traz alegria, magia, a sabedoria da profecia, cura, prosperidade, felicidade, sabedoria e bemContinuar lendo “Boa Deusa / Bona Dea”

Aranha e sua simbologia

Aranha Tida como uma epifania lunar, está relacionada com a fiação e a tecelagem no âmbito simbólico. Ela traz o aprendizado de maravilhar-se ante a criação – pois, na natureza, basta remover suas teias para admirar o que está por trás: normalmente alguma paisagem. Será que a aranha confere para nós, um sinal para sairmosContinuar lendo “Aranha e sua simbologia”

Friday – Sexta-Feira – Viernes

Friday – Sexta-Feira – Viernes Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses dedicando este dia ao astro Vênus o que originou outras denominações; em espanhol diz-se viernes e no italiano venerdi; sempre e com o significado de Vênus e dia de Vênus. Outros povos reverenciavam deuses mitológicos, em inglês diz-se friday, dia de Frige, Frigg eContinuar lendo “Friday – Sexta-Feira – Viernes”

ANFITRITE

Anfitrite era esposa de Netuno, filha de Nereu e Dóris e mãe de Tritão e Rode. Para fazer a corte a Anfitrite, Netuno cavalgava um delfim, que foi colocado pelo deus entre as estrelas, quando conquistou o amor da deusa. Os Ictiocentauros – seres marinhos com torso de homem e de peixe na parte inferior,Continuar lendo “ANFITRITE”

Cereálias

As Cereálias, de acordo com a religião da Roma Antiga, eram as maiores festas celebradas em homenagem à Deusa dos grãos Ceres. Tais celebrações aconteciam ao longo de sete dias, meados do mês de abril, embora as datas exatam sejam incertas. Como parte integrande destes festivais, os Ludi Cereals ou “Jogos de Ceres” incluiam aContinuar lendo “Cereálias”

Deméter / Eresictón

DEMÉTER (grego) CERES (romana) era a deusa olímpica da agricultura, trigo, cereais e do pão que sustentava a humanidade com as riquezas da terra. Filha de Cronos e Reia, mãe de Perséfone. Ela presidiu o mais importante dos Cultos Misteriosos que prometiam a seus iniciados o caminho para uma vida após a morte abençoada noContinuar lendo “Deméter / Eresictón”